Vamos mudar a maneira de fazer política?

Tenho conversado bastante com as pessoas a respeito da situação política do nosso país, e as opiniões são sempre muito parecidas em relação ao sentimento de que é preciso mudar.

As opiniões se repetem: é preciso renovar a classe política, mudar a maneira como a política é feita, mudar as prioridades dos nossos representantes, enfim, mudar! Mas isso já era esperado diante de todos os acontecimentos que vemos noticiados dia após dia!

O que me surpreende são os repetidos comentários de que não adianta colocar gente nova nos representando porque o sistema vai acabar fazendo com que esses novos representantes tornem-se iguais ao que já temos hoje! Essas opiniões são ouvidas por mim constantemente, então como mudar a maneira como a política é feita em nosso país?

Sugiro que você siga os três passos que descreverei abaixo, e assim poderemos mudar juntos nosso país!

Primeiro: nas futuras eleições evite candidatos que defendem apenas um tema muito específico. Precisamos ter consciência que todas as decisões tomadas pelos vereadores, deputados estaduais e federais, e senadores de alguma maneira irá nos atingir, nos beneficiando ou nos prejudicando. Tudo que eles votam está relacionado com nosso dia a dia, com a economia, com trabalho, com saúde, etc. Por isso os candidatos que se utilizam de temas específicos para serem eleitos (animais de rua, por exemplo) são uma caixinha de surpresa em se tratando de todos os outros assuntos! E ele vai votar leis que falam de saúde, de educação, de segurança, de benefícios de servidores públicos (inclusive dos políticos) e você não faz ideia de como esse candidato se posiciona em relação a esses assuntos!

Isso nos leva ao segundo passo: conheça seu candidato! Saiba como ele se posiciona em relação aos mais diversos assuntos! Faça uma análise das ideias e propostas que ele apresenta! Talvez vocês discordem em um assunto ou outro, mas é importante saber como ele se posiciona em relação aos temas importantes que nos impactam no dia a dia!

Vale salientar novamente que não somente decisões de prefeito, governador e presidente nos impactam, mas também as decisões dos vereadores, deputados e senadores.

Terceiro passo: depois de eleito, acompanhe de perto seu parlamentar! Fique de olho nas votações importantes, fiscalize se ele está cumprindo com os posicionamentos informados na época da campanha! Cobre dele se, em alguma votação importante, ele se posicionar diferente do que prometeu em campanha.

Precisamos participar mais, ser mais ativos, cobrar nossos parlamentares; pois já vimos que se deixar que eles façam o que quiserem, da maneira que eles quiserem, os resultados são desastrosos! Nós não nos sentimos representados, e por sua vez os políticos não sentem necessidade de prestar contas de suas decisões aos seus eleitores, pois estes costumam estar alheios aos acontecimentos diários da política. E assim se perpetua a velha política no poder.

Por isso te convido a se juntar a mim nessa jornada, acompanhe minhas redes sociais, conheça minhas ideias, e se você quiser saber alguma coisa sobre a qual eu ainda não falei entre em contato comigo! Será um prazer compartilhar minhas ideias com você.